A História

Porto Seguro – berço do nascimento do Brasil

A cidade Porto Seguro é de fundamental importância no contexto histórico nacional e mundial. Sua história remonta o tempo das grandes navegações, quando Portugal e Espanha exploravam o oceano em busca de novas terras.

Porto seguro é o berço do nascimento do Brasil e sua história começa em 1500, quando o País foi oficialmente descoberto, por Pedro Álvares Cabral. A princípio, o descobrimento do Brasil foi ao acaso, já que um “acidente de percurso” fez com que a frota de Cabral desembarcasse no Brasil. O rei de Portugal, Dom Manuel, enviou Cabral e sua esquadra com a missão, de aportar em Calecute, cidade do estado de Kerala, na costa ocidental da Índia, com o objetivo de fundar uma feitoria, para comercializar especiarias.

Na altura das Ilhas de Cabo Verde, na costa africana, a expedição desvia-se da rota e impulsionada por ventos fortes, aproxima-se da costa brasileira, onde hoje se localiza o Extremo Sul da Bahia e a Costa do Descobrimento.

Novo Mundo

Em 21 de abril de 1500, Cabral avista terra firme pela primeira vez no território brasileiro. Conforme explica Pero Vaz de Caminha, “... na distância de dez léguas onde tínhamos levantado ferro, acharam os ditos navios pequenos um recife com um porto dentro, muito bom e muito seguro, com uma mui larga entrada”. O lugar avistado era o monte Pascoal, 62 quilômetros ao sul de Porto Seguro. No dia seguinte, 22 de abril, os portugueses desembarcaram em terra firme pela primeira vez no atual território brasileiro. Deu-se então o descobrimento do Brasil em 22 de abril de 1500.

Terra de Vera Cruz foi o primeiro nome dado pelos lusitanos ao Novo Mundo, onde se localiza o Monte Pascoal. É importante ressaltar, que o termo “descobrimento”, nesse contexto, é usado, em uma perspectiva eurocêntrica, isto é, refere-se estritamente à chegada de europeus, mais especificamente portugueses, às terras de Vera Cruz, que já eram habitadas por povos indígenas. Esse nome foi dado ao Brasil pelos portugueses, logo após o seu descobrimento, com o objetivo de refletir o sentido da pregação religiosa.

O 2°ancoradouro ocorreu, no dia 23 de abril. A esquadra segue em direção a terra e ancora a 3 km da foz do rio Caí, situado na cidade do Prado. Há controvérsias, de que tenha sido no rio do Frade, em Porto Seguro. No dia seguinte, no 3° ancoradouro, devido a condições tempestivas, Cabral e sua esquadra rumam para o norte a procura de um porto seguro. Após navegarem por 60 km pela costa, as caravelas encontram um recife, Ilha de Coroa Vermelha, com um porto dentro, largo e seguro, Baía Cabrália, onde lançaram as âncoras.

Povos indígenas

O primeiro contato dos povos indígenas que habitavam a região e os portugueses, aconteceu em 24 de abril, dois dias após a chegada da esquadra de Cabral. De acordo com a Carta de Caminha, “foi um encontro pacífico e de estranhamento, devido a grande diferença cultural entre estes dois povos”.

No dia 26 de abril, foi realizada a primeira missa do Brasil, celebrada por frei Henrique de Coimbra, na superfície do Ilhéu de Coroa Vermelha. A missa foi assistida da praia pelos Tupininquins.

A segunda missa foi celebrada no dia primeiro de maio, nas proximidades da foz do rio Mutari. Cerimônia que simbolizou a posse da terra. Neste local foi erguida uma grande cruz em madeira e nela pregada com as Armas e os Brasões do rei de Portugal.

No dia 2 de maio a expedição cabralina zarpou para Calecute, com 11 navios. E a pequena caravela de mantimentos retornou a Portugal levando a Carta de Caminha.

 

Curiosidade:

O nome Brasil foi dado pelos lusitanos, que procuravam uma madeira para fazer uma cruz, e a encontrada foi a da árvore ibirapitanga, que na língua tupi-guarani, quer dizer pau-brasil. Daí surgiu a inspiração dos portugueses para nomearem esse novo mundo chamado Brasil.

 

Pesquisa e Texto: Soraia Tomich - Jornalista - CMPS

Prédio da Câmara Municipal de Porto Seguro - Bahia

© 2016 Câmara Municipal de Porto Seguro - Bahia
Funcionamento: Segundas às Sextas-feiras das 08:00 às 14:00h
Praça ACM, N.º 30, Centro Porto Seguro - Bahia, Telefone: +55 (73) 2105-6700 CEP: 45.810-000 Email: ouvidoria@cmps.ba.gov.br

Please publish modules in offcanvas position.